Um empregador pode reter salário porque um funcionário sai?

O salário de um empregado é uma quantia fixa de renda que constitui a totalidade ou parte da sua remuneração. Os assalariados normalmente recebem sua quinzenal de pagamento eo seu pagamento não pode ser reduzido devido à qualidade ou quantidade de trabalho realizado. Em certos casos, tais como quando um funcionário sai, um empregador pode reter salário.

Determinação

  • A Fair Labor Standards Act, ou FLSA, que define as diretrizes federais para os trabalhadores assalariados que estão isentos do pagamento de horas extras, lista deduções específicas aplicáveis ​​ao salário de um empregado. Em geral, um assalariado recebe salário integral, mesmo quando ela toma um dia parcial off. Sob a FLSA, um empregador pode reter o salário se o trabalhador não trabalhar a semana inteira em cima de sua rescisão.

prorating Salário

  • Se um empregado sai sem trabalhar todo o período de pagamento, o empregador pode pagar-lhe para o montante exacto de dias de trabalho durante o período de pagamento. Por exemplo, se ela está em uma programação de pagamento quinzenal e funciona de segunda a sexta-feira da primeira semana e só segunda-feira da segunda semana, o empregador deve pagar-lhe, durante seis dias. Normalmente, ela iria receber o pagamento por 10 dias úteis. Para ratear salário, o empregador divide salário anual do empregado pelo número de dias do ano- o resultado é a taxa diária do empregado.

Prazo



  • A lei federal não exige que um empregador para dar um empregado seu salário final, imediatamente após a rescisão, seja por renúncia, parar ou descarregar. No entanto, muitos estados têm pagamento final laws- um empregador deve consultar seu departamento de trabalho do Estado para as suas necessidades. Por exemplo, o Departamento de Trabalho New Hampshire exige que os empregadores para dar aos funcionários o seu salário final do próximo dia de pagamento regular se o funcionário sai ou renuncia, e dentro de 72 horas de encerramento, se ele foi demitido.

Atenção

  • Um empregador deve pagar todos os salários finais e salários devidos ao empregado dentro do período de tempo especificado por lei estadual. Se não, o funcionário pode registrar uma reclamação de salário com o departamento de trabalho do Estado para recuperar salários em atraso. Se o empregador evitado intencionalmente pagar o empregado, dependendo do estado, o empregador pode ser responsável por danos de funcionários, que podem atingir o dobro salários atrasados, uma penalidade de tempo de espera, acrescidos de multas para o estado.

considerações

  • Dependendo da legislação estadual, o empregador pode reter o salário se o trabalhador deve o dinheiro da empresa no momento da rescisão, tais como salários excesso.

Dias de benefícios

  • Embora férias remuneradas e tempo doente não é obrigatória, se o empregador opta por dar-lhe, o estado também pode exigir que o empregador a pagar os dias de benefícios a empregados não utilizado quando o funcionário termina. Em alguns casos, o Estado impõe ao empregador a tempo de pagamento acumulados por política da empresa. Por exemplo, se a política da empresa diz que o empregado deve dar duas semanas de aviso prévio de demissão para receber pagamento de férias acumuladas, o empregador deve pagar ao empregado de acordo, se ela adere à política.

De esta maneira? Compartilhar em redes sociais: